sic@riodoce.mg.gov.br
(31) 3883-5235 / 3883-5242 / 3883-5438 
6d109d7c3c88dcf7fe2def8570181466.jpg

Todos concordam que a Educação é fundamental para qualquer desenvolvimento sustentável. Não há futuro risonho sem crianças e jovens bem preparados.
Diferente de outras políticas públicas a Educação exige tempo para apresentar resultados. É necessário qualificar os professores, cuidar das instalações físicas, alimentar e motivar os estudantes, enfim, é preciso investir, priorizar os investimentos.... Assim acontece em Rio Doce.

Reformulação e melhoria do quadro administrativo/pedagógico com contratação de especialistas para atuarem diretamente nas escolas: Pedagoga, Fonoaudióloga, Nutricionista, Psicóloga, professores de música, canto, dança e esportes. Além destes, todos os alunos são atendidos por médicos, dentistas e demais especialistas conveniados com a Secretaria Municipal de Saúde. Formação continuada de professores através de cursos, congressos, cursos de graduação à distância e∕ou presencial (alguns pagos pela Prefeitura em convênio com universidades federais, por exemplo, a Universidade Federal de Ouro Preto-UFOP).

A Rede Municipal de Ensino recebeu o Boletim Pedagógico do SIMAVE/PROALFA (Sistema Mineiro de Avaliação Escolar) com os resultados do 3° ano (antiga 2ª série) do Ensino Fundamental. Os testes, de Língua Portuguesa e Matemática foram aplicados no final de 2016 e os resultados excelentes. Em Língua Portuguesa, a média mineira foi de 500,5. Rio Doce ficou com 604,9, com participação de 100% dos alunos. No PROEB/2016, em Matemática a Escola Municipal Coronel João José de Rio Doce ficou com 250,8 de média, bem acima da média de Minas Gerais (228,2). Já na Língua Portuguesa o ensino municipal ficou com 234,3, enquanto a média estadual foi de 218,2. Que leitura pode-se fazer desses resultados? A melhor e mais otimista possível. Rio Doce caminha a passos largos no âmbito da Educação, com um futuro ainda mais promissor.


Este é um trabalho realizado por uma grande equipe (não uma equipe grande) que busca a cada dia o aprimoramento do seu trabalho e busca – através da união, do respeito e da criatividade – o melhor para cada aluno e para todos de maneira geral. Por isso a EM Coronel João José já superou a meta de pontos prevista pelo SIMAVE para o ano de 2021.

 

Nucleação de escolas

A partir de 2006, todos os alunos das escolas situadas na zona rural (São José de Entre Montes, Santana do Deserto, Jorge, Matadouro) estudam no centro urbano, com transporte, facilidade de acesso a computadores, internet, esportes, aula de música, além de uma melhor socialização e entrosamento com outras crianças. Os alunos contam com uma equipe interdisciplinar para atendimento em horário integral: em um turno estão em sala de aula no ensino regular, e no outro turno têm aulas de recuperação paralela, informática, professores para atendimento em pesquisas escolares e dúvidas nas tarefas de casa, além dos projetos de música (agora inserida na grade curricular); “Mais Educação” numa parceria com o governo Federal, voltado para atividades de leitura e jogos matemáticos, dança e tae-kwon-do. Cada aluno da escola de tempo integral é inscrito em um projeto de acordo com suas necessidades ou disponibilidade de tempo. 


Trabalho em parceria

O sucesso do trabalho da Educação de Rio Doce é fruto de diversas parcerias. Dentro das escolas, o trabalho de equipe é uma preocupação e objetivo constante.
Parceria efetiva com todos os outros segmentos da prefeitura e sociedade, tais como: Secretaria Municipal de Saúde; Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo; Secretaria de Assistência Social e o CRAS; Sociedade São Vicente de Paula, entre outros. 
Projeto cultural importante é o Trocando Notas, de musicalização infantil, uma parceria entre as Secretarias de Cultura e Educação.


Escola Municipal Coronel João José

A Escola Municipal Coronel João José foi inaugurada em 1937, sendo uma das primeiras instituições de ensino da Vila de Santo Antônio do Rio Doce.
A Vila ainda era um distrito do município de Ponte Nova, mas encontrava-se em franca expansão devido às atividades da linha ferroviária que ligava o Rio de Janeiro ao interior de Minas, recebendo novos habitantes que ocupavam áreas adjacentes à capela de Santo Antônio. Desde o início, a instituição foi responsável pelas quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (turnos da manhã e tarde), além de hoje oferecer turmas destinadas a Alfabetização de Jovens e Adultos. Sempre foi uma instituição de ensino muito importante para os cidadãos riodocenses, hoje a edificação é patrimônio cultural do município.

 

Biblioteca Francisca Pinheiro Martins

Cabe à Biblioteca Pública, um centro de formação e cultura, usar a informação e a leitura como instrumentos de crescimento pessoal e de transformação social. Essa instituição cultural, ao assumir este papel na comunidade, possibilita a construção de uma sociedade verdadeiramente democrática e a formar uma consciência crítica do indivíduo levando-o ao exercício pleno da cidadania.  Esta administração, que vem desde 2001, em seus primeiros anos adquiriu com recursos da Prefeitura cerca de 2.200 livros. Também àquela época, as obras foram cadastradas e organizadas por profissional especialmente contratado para este fim. Com novas estantes, mesas e cadeiras colocadas à disposição dos seus usuários. Destes, os mais importantes sempre foram os jovens estudantes.  Para auxiliá-los em suas leituras e pesquisas sempre estão ali professoras. Com seu acervo e utilização sempre crescendo, o espaço físico da Biblioteca também teve de crescer e ela mudou de lugar. Saiu do primeiro andar do prédio da Prefeitura e veio para onde está, no térreo, mais perto de quem passa e pára para ler. Através de convênios diversos, tanto na esfera federal quanto na estadual, continua o trabalho de fazê-la mais rica e atraente. Livros recentes, revistas, jornais, novo mobiliário. Leitura para todos os públicos. Mais ainda, temos 12 computadores para de vez entrar no mundo digitalizado.

Em Rio Doce a inclusão digital é uma realidade. Mais que um lugar de silêncio e concentração – que continua sendo – a Biblioteca Francisca Pinheiro Martins funciona como um PONTO DE ENCONTRO. Local onde as pessoas podem vir expandir seus conhecimentos e trocar ideias. Ideias novas que sempre vão surgir com tantas informações disponíveis. Uma biblioteca popular, algo absolutamente necessário para o desenvolvimento da cultura riodocense.

Criada pela Lei nº. 157 de 18 de abril de 1970 a Biblioteca Municipal Francisca Pinheiro Martins possui área aproximada de 61,60 m² e tem capacidade para realização de cursos e oficinas com espaço para acomodação de 30 pessoas. O acesso é adaptado com rampas de acesso à calçada e ao interior e o espaço interno permite o trânsito de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

A Biblioteca Municipal conta com um acervo de 5 a 7 mil livros, entre literatura para adultos, infantil, infanto-juvenil e obras de referência dentre as quais o acervo audiovisual. (CD, DVD e CDROM), um destaque importante foi a reforma recentemente realizada no espaço físico da biblioteca sendo construído um piso superior, onde se encontra um Telecentro com 11 computadores à disposição dos usuários da biblioteca. Constitui uma atração o cantinho infantil, com obras destinadas a este público. 

Realidade atual

A Rede Municipal de Ensino de Rio Doce funciona atualmente mantendo duas escolas: Centro Municipal de Educação Infantil Professora Lucília Lobo Pereira Martins – Educação Infantil e Escola Municipal Coronel João José – Ensino Fundamental I e Educação de Jovens e Adultos – EJA. Ambas as escolas desenvolvem seus trabalhos privilegiando o ensino enquanto construção do conhecimento, o desenvolvimento pleno das potencialidades do aluno e sua inserção no ambiente social utilizando, para isso, os conteúdos curriculares da base nacional comum e os temas transversais, trabalhados em sua contextualização.

Os profissionais que trabalham diretamente com os educandos, como os professores, possuem habilitação específica para a função. Os demais possuem a formação necessária para a função desempenhada.

A Rede Municipal de Ensino tem como objetivo geral a promoção da formação integral do educando, desenvolvendo suas potencialidades para o exercício da cidadania, fornecendo-lhe meios para progredir no trabalho e estudos posteriores. Dessa forma as escolas proporcionam aos alunos projetos extracurriculares nos quais visam: a compreensão do ambiente natural e social, o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, objetivando a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores religiosos, cívicos e de cidadania; a articulação com a família do educando, proporcionando ao que não pôde efetuar os estudos na idade regular, oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características do aluno, seus interesses, condições de vida e de trabalho.

As escolas oferecem aulas extras em Período Integral, procurando sempre ajudar seu aluno a alcançar o sucesso na aprendizagem e assumindo o compromisso de acabar com o analfabetismo em nosso município.

Em relação à escolaridade da população de Rio Doce, é possível destacar uma evolução nas últimas duas décadas, havendo redução do número de habitantes, acima de 25 anos, que são analfabetos ou possuem apenas fundamental incompleto (de 27,38%, em 1991, para 17,99%, em 2010) (ATLAS BRASIL, 2016). 

O percentual de habitantes que completaram o ensino médio, ou mesmo têm superior incompleto cresceu de 5,06%, em 1991, para 14,15% em 2010, quando 6,67% da população de Rio Doce possuía ensino superior completo (ATLAS BRASIL, 2016).  Dessa forma, é possível constatar que as gerações mais jovens de Rio Doce possuem maior escolaridade.

Em relação ao IDHM de Rio Doce, observa-se uma evolução do indicador no período de 1991 a 2010. Rio Doce passou de 0,386 em 1991 para 0,664 em 2010. Aumento de 0,278 do IDHM total, sendo: 0,186 do IDHM longevidade, 0,135 no IDHM renda e 0,310 no IDHM educação (ATLAS BRASIL, 2016). A evolução do IDHM educação se destaca entre as demais.

 

Futuro próximo

Dentro em breve teremos novas instalações da rede física das Escolas para o maior conforto das crianças atendidas na Rede Municipal de Ensino. O prédio do PROINFÂNCIA atenderá as crianças de 0 a 5 anos (Educação Infantil) em Período Integral, totalmente adaptada a esta faixa etária. A construção, já em sua fase final, recebeu recursos federais e, para dar continuidade às obras serão investidos recursos municipais.

A construção de uma nova escola para atender ao Ensino Fundamental (I e II) está em sua fase inicial com estudo de solo e terraplanagem. Vai atender sua clientela de forma moderna e informatizada, tendo consequência uma melhor qualidade da Educação no município. Este Complexo Educativo Municipal está situado no Bairro da Graminha, bem próximo ao Complexo Esportivo.

 

 

Compartilhe nas Redes Sociais: